Acesse nosso Facebook:

Destaques

 

 

A 10ª geração será lançada no Brasil.O Civic está maior e mais tecnológico, o que deixará o teto de preço mais próximo ao de sedãs de marcas premium, como o Audi A3. Os valores ainda não foram divulgados.

 

 

'O' Civic


O G1 foi aos Estados Unidos testar a versão mais completa do Civic, com motor 1.5 turbo combinado com um novo câmbio automático do tipo CVT – dupla inédita que estará disponível também no Brasil, primeiramente movida apenas a gasolina.

 

 


 Honda chama esta geração de "o Civic" por ser a mais ambiciosa dos 44 anos de história do modelo. A aposta já provocou crescimento de 30% nas vendas somente no 1º trimestre nos EUA, em relação ao mesmo período de 2015

 

Novo 'coração'

 

 

A Honda resistiu, mas finalmente aderiu aos motores turbo para atender exigências de consumo de combustível e emissões de poluentes em países desenvolvidos. O primeiro motor turbo do Civic é um 1.5 com injeção direta de combustível, que desenvolve 176 cavalos de potência a 6 mil rotações (rpm).


O propulsor é sempre aliado a uma nova transmissão automática do tipo CVT, que foi especialmente desenvolvida para dar conta de motores com maior força. No caso do Civic turbo, o torque é de 22,4 kgfm.

 
A virtude da nova geração está principalmente em resgatar algum prazer de dirigir. O motor sobrealimentado dá uma "apimentada" na condução, mas o câmbio CVT mantém o foco no conforto, amansando a força do turbo.

 


Conclusão


Com alguma esportividade, mas ainda primando pelo conforto, a nova geração do Civic pode se tornar a referência do segmento, mas talvez não tenha força suficiente em vendas para recuperar a liderança perdida para o Toyota Corolla em 2014.

 

Fonte : http://g1.globo.com/carros/noticia/2016/05/honda-civic-15-turbo-primeiras-impressoes.html